[HOW TO] Realizar backup completo do Snep

E ai, pessoal!! Tudo certo?

Hoje, vamos aprender a fazer o backup completo do Snep, para que sempre que necessário, e até mesmo por precaução, nós tenhamos salvo o atual ambiente de telefonia.

Antes de mais nada, precisamos entender como funciona, pelo menos superficialmente, o conjunto de aplicações que forma o Snep. Se você é novato e pegou o barco andando, o Snep é uma interface para gerenciamento de telefonia IP baseado em Asterisk. Seu funcionamento é completado pelo MySQL, Apache/Lighttpd e PHP.

Para fazermos backup do Snep, precisamos conhecer o que precisa ser salvo, por isso, vamos lá:

/var/www/sneplivre

Este diretório armazena todos os arquivos de configuração do Snep e as gravações de chamadas. Para um ambiente ideal, o backup deve ser realizado e as gravações mantidas em um disco separado, pois devido a quantidade, torna-se inviável fazer o backup das mesmas constantemente. A partir da versão 3.X, o diretório passa a ser /var/www/html/sneplivre.

/etc/asterisk

Como citado, o Asterisk é uma das aplicações que compõe o Snep, portanto o backup do mesmo deve ser realizado. Dentro do diretório /etc/asterisk ficam arquivos como sip.conf (Leia mais sobre) e arquivos para URA’s.

/var/lib/asterisk/sounds

Dentro do diretório sounds ficam armazenados os arquivos de áudio padrão do Asterisk ou arquivos que você inseriu pela interface web. IMPORTANTE: Neste diretório não ficam os arquivos de áudio de chamadas, somente arquivos padrões.

Banco de Dados – snep25 ou snep

Por fim, o banco de dados. Todas as configurações de regras de negócio, ramais e afins ficam dentro do banco de dados, dentro do banco snep25 para versões iguais ou anteriores a 2.X e no banco snep para as versões iguais ou superiores ao Snep 3.X.

Entendendo os conceitos, vamos a prática. Primeiramente, vamos fazer o backup do Snep, não salvando os arquivos de áudio (gravações de chamadas) disponíveis em /var/www/sneplivre/arquivos/.

Freitas@Alpha:# tar -cvf sneplivre_bkp.tar.gz /var/www/sneplivre/ --exclude=arquivos

Feito isto, vamos salvar as configurações dispostas dentro do diretório /etc/asterisk. Use o comando abaixo:

Freitas@Alpha:# tar -cvf asterisk_bkp.tar.gz /etc/asterisk/

Agora, salvaremos os áudios que estão dentro da central (Arquivos que não são gravações de chamadas).

Freitas@Alpha:# tar -cvf asterisk-sound_bkp.tar.gz /var/lib/asterisk/sounds/

Para finalizar, vamos gerar um backup do banco de dados sem a tabela CDR. A tabela CDR (Call Detail Recorder) é responsável por armazenar todos os registros de chamadas originadas ou recebidas pelo Snep, até mesmo as internas. Esta tabela cresce gradativamente de acordo com o uso, podendo chegar a 40 GB (ou mais). Portanto, não vamos salvar os históricos de chamadas. Mesmo sendo ruim perder os registros, é bem pior não ter backup nenhum!!

Freitas@Alpha:# mysqldump -usnep -p --ignore-table=snep25.cdr snep25 > snep25_bkp.sql -v

Informe a senha e busque um café, pode ser que demore 😀

*** Se estiver usando Snep 3.X troque o nome do banco (em negrito) para snep, somente.
*** Senha padrão do banco de dados: sneppass

Após gerar todos os backups essenciais, todos os arquivos tar.gz estarão disponíveis para que você faça o que desejar, recomendo fortemente enviar para outro servidor ou armazenar em um disco externo (Apenas por garantia, mesmo).

Após seguir todos os passos acima, seu Snep está com um backup realizado. Você pode automatizar esse procedimento da maneira que achar melhor, porém já existe um script padrão do Snep que faz isto, está habilitado na crontab e disponível em /var/www/snep/scripts/snep_backup.sh.

Para “voltar” o backup, ou seja, utiliza-lo, basta sobrescrever os diretórios que forem salvos, no caso do banco, só efetuar um insert, mas podemos falar disto outra hora 😉

Até a próxima!!

Deixe uma resposta